O tratamento

A gente demora um pouco para aceitar (ou às vezes nunca aceita) o fato de estarmos com um câncer.  Quando finalmente saiu o meu diagnóstico – tenho um adenóide cístico – fui procurar os médicos indicados por meu cirurgião e tentar entender o que precisaria fazer e o que era esse monstrengo que foi tirado do meu pescoço.

O carcinoma adenoide cístico é considerado o segundo tumor maligno mais frequente de glândula salivar. Acomete mais mulheres do que homens, em uma proporção de três para dois, com incidência maior na sexta década de vida.

Sem um fator predisponente conhecido até o momento, o tumor afeta glândulas salivares maiores, volumosas, como a parótida, mas também glândulas muito pequenas, que ocorrem na mucosa da boca e do trato respiratório superior (nariz, seios paranasais, traqueia, brônquios).

Fonte: Agência FAPESP

Acima, diz que incidência maior é na sexta década. Mas vou fazer a Phoebe Buffay e dizer que meu organismo é mais acelerado que a medicina ocidental, já que ainda estou na casa dos 40.

Na radio-oncologista (ou radioterapeuta), fui apresentada à radioterapia e o que ela poderia fazer pelo meu caso. E aí Dra. Patricia ia falando que eu, em certo ponto do tratamento, iria perder o paladar e a vontade de comer, teria “sapinho” frequentemente e apesar de tudo isso não poderia perder peso. OI??? Mas entendi o porque e tem a ver com a imagem abaixo.

Máscara termoplástica

Isso é uma máscara para radioterapia utilizada em pacientes de cabeça e pescoço. \o/ Na radioterapia, é feito uns cálculos para que a radiação vá no lugar certo e o propósito da máscara é para o paciente não mexer a cabeça/pescoço (ela é presa na mesa do exame). E o propósito de eu não poder emagrecer é justamente essa máscara. Se eu perdesse muito peso, teria que refazer a máscara (que é moldada ao meu rosto) e os cálculos teriam que ser refeitos. Então bora virar Mulher Hulk. No oncologista, fiquei sabendo que faria 3 ciclos de quimioterapia e os exames de controle seriam refeitos a cada 3 meses. Então bora lá perder umas hemáceas, plaquetas, viver com imunidade baixa, f*der com rim e fígado, perder uns fios de cabelo.

Já estava afastada do trabalho e ficar em casa o dia todo descansando era meio bleh, sabe ? Porque eu poderia muito bem viver no google e descobrir qual a sobrevida de um paciente com adenóide cístico, recidiva, metástases… Confesso que fiz isso algumas vezes (descobri o que queria e não, não vou contar aqui) e chorava. Quem nunca quis pesquisar a fundo sua doença ?

Ia de segunda a sexta pro hospital fazer a radioterapia, que é um procedimento muito, muito rápido. Mal piscou e já saiu da máquina. A cada 21 dias, ficava o dia todo num quarto do hospital fazendo a quimioterapia. Tinha almoço, lanchinho, psicólogo, dentista (eu ia ter alguns vários problemas bucais), nutricionista maravilhosa. Diz aí, que nutricionista diz pra você comer leite condensado ? Podia comer o que quisesse, desde que tivesse vontade. E pra ser sincera, tudo que eu colocava na boca, parecia farinha. O que me agradava (e até hoje, se deixar, como uma caixa disso sozinha) eram uvas sem caroço. O Dr. Marcelo (meu oncologista amorzinho) sugeriu colocar uma sonda, por precaução, pois se eu realmente perder a vontade de comer, tinha que ter um jeito de me alimentar. A minha era direto no estômago (gastrostomia) e eu tinha um caninho pendurado no abdômen para inserir o líquido. E o dia finalmente chegou. Chamei a nutricionista para conversar e contei que não conseguia comer. Na hora ela me deu um líquido hipercalórico e saí com uma lista de lugares que vendem alimentos e acessórios para nutrição enteral (via sonda). Comprei o que foi sugerido e me alimentava de 1200 calorias divididas em 4 porções por dia. E isso que me manteve em pé por meses. Não sentia gosto de nada, nem doce, nem salgado. Imaginem meu sofrimento, já que sou uma pessoa que ama comer.

Nesse ponto, já tinha aceitado melhor minha condição e coloquei na cabeça que iria matar esse monstro e sairia dessa de cabeça erguida. Continua comigo porque no próximo post vou contar sobre meu primeiro ciclo de quimioterapia. Já adianto que vai ser nojentinho.

Até o próximo e beijos.

The big C

No finzinho de 2016, descobri um caroço abaixo da minha orelha. Com aquela correria de fim de ano na loja, fui rapidamente numa médica que solicitou um ultrassom da região submandibular e glândulas salivares e pediu que eu levasse esse exame num especialista de Cabeça e Pescoço.

Em 2017, lá vou eu com meu exame no Dr. Celso que prontamente solicita uma punção para saber se é um tumor ou apenas uma parótida preguiçosa. E aí você pergunta: O que é uma parótida ?

As glândulas parótidas são as maiores glândulas salivares de nosso corpo. São duas e estão localizadas na região do pescoço, logo abaixo e à frente de cada orelha. A tradução de seu nome, seria exatamente “ao lado do ouvido”.

Quando peguei o resultado da punção, eu meio que já reclamava de um desvio em meu sorriso. Como se meu lábio inferior esquerdo não mexesse.  Levei ao Dr. Celso, expliquei o que estava acontecendo e o resultado se confirmou: no exame, deu negativo para câncer mas, segundo ele, tumor benigno não causa desvio de rima (desvio labial) e marquei a cirurgia para dali 2 semanas. Já estava certo que eu tinha um câncer, mas não sabíamos qual tipo.

Meu mundo caiu. No fundo, NINGUÉM está preparado para ouvir de seu médico que você tem um câncer. Quando saí do consultório e entrei no carro, desabei a chorar. Recebi todo o carinho e apoio de meu marido, minha família e no trabalho também.

Uma semana depois da cirurgia, voltei no consultório dele e saí de lá com instruções de quais médicos procurar e uma fonoaudióloga para me ajudar com a paralisia facial. Tiramos o curativo e fiquei apenas com um micropore cobrindo o corte.

Neste dia, tinha um compromisso importantíssimo e não iria perder por nada neste mundo: a formatura do Sérgio na faculdade. Iria mesmo se tivesse um dreno pendurado, com um curativo imenso cobrindo meu rosto…

Cosplay do Exterminador do Futuro

E essa sou eu, uma semana após a cirurgia. Meu olho esquerdo não fechava (usava colírio e pomada para deixá-lo úmido e fechava com um micropore para dormir), meu lábio não mexia… Para uma pessoa que nunca na vida se achou bonita, me olhar no espelho e me ver assim não foi fácil. Me achava um monstro e pensava que nunca iria voltar ao normal.

Me afastei do trabalho para fazer o meu tratamento (assunto para o próximo post). Estava emocionalmente e psicologicamente abalada, mas no fundo só queria mesmo era sair dessa.

No próximo post, vou contar sobre meu tratamento, qual a espécie de câncer que tenho…

Beijos

20 anos de Coldplay

Eu achei que seria fácil escrever sobre minha banda favorita . O que dizer de uma banda que está presente na minha vida há 16 anos ?

Jonny, Will, Guy e Chris

Chris, Guy, Jonny e Will, quero que  saibam que estiveram (e ainda estão) presentes em vários momentos da minha vida. Sabiam que meu adorável marido (na época, ele era apenas um rapaz com quem eu conversava pela internet) me conquistou usando a letra de Shiver em 2001 ? Em 2002, quando começamos a namorar, ganhei dele uma cópia do Parachutes e fiquei mais apaixonada por vocês ! Nós estávamos entre as 6 mil pessoas que foram prestigiar o primeiro show em terras brasileiras em 2003 e esse show pra mim foi inesquecível. Aposto que não esperavam uma receptividade tão grande e um tantão de gente cantando junto, né ? E também não esperavam ter 3 shows esgotados quando voltaram em 2007. Ah sim, também estávamos lá.

Sabiam também que através da sua música, conheci pessoas incríveis? A gente só se encontra quando tem evento de Coldplay, mas são especiais pra mim. Espero rolar encontrão de fãs algum dia e  sei que vai ter muita história pra contar.

E por favor, me perdoem. Mas não consigo gostar de Paradise. Pra ser sincera, acho bem chatinha e até me forço a ouvir e tentar mudar de ideia. Não rola. Novamente, me perdoem.

Como disse acima, vocês estão na minha vida há 16 anos. Não importa se o momento é bom ou ruim, sempre tem uma música na trilha sonora. Ano passado, passei por uma fase bem dura e difícil de aceitar. Foram meses de um tratamento exaustivo e devo muito da minha melhora a meu marido, minha família e amigos, meus médicos e claro, a mim mesma. Tudo isso teve uma trilha sonora: Coldplay. Sim. Dava uma sensação de conforto ouvir Fix You, Everything’s not lost, Lost até Paradise. A cada música, sentia a presença de vocês dizendo que tudo ia acabar bem e eu ia sair dessa de cabeça erguida. Tipo o meme abaixo

E meu 2017 chegou no ápice com a vinda de vocês e claro, eu e ele estávamos lá. Senti como se fosse minha primeira ida a um show da banda. Suspirei (Guy <3), cantei muito e gritei mais ainda. Muito obrigada por terem tocado Til Kingdom Come. Sabe aquelas coisas que a gente tem que fazer pelo menos uma vez na vida ? Ir a um show de vocês é uma delas. Uma experiência única, uma energia sem tamanho e fãs que te amam.

Então, depois de um textão desses, meus parabéns a vocês. Que venham mais 20, 30, 40 anos de celebrações, de obras primas, de encantamento e carisma. Obrigada Coldplay. Por existir e fazer a minha vida (e de milhões de fãs mundo afora) mais colorida.

Together thru life !

Nativa Spa Terapia das Águas Termais

Não é segredo pra ninguém que eu detesto o verão. Mas isso não é motivo para descuidar da minha pele. E não tem sensação pior do que pele ressecada e usar hidratante que fica pegajoso, cumpre a hidratação mas fica grudento. E estava atrás de algum que pudesse usar em dias de muito calor.

Depois de ler algumas resenhas sobre hidratantes em alguns blogs, fiquei curiosa com um específico postado pela Sá, do Coisas de Diva. No Natal fui ao Boticário e me dei de presente a Loção Hidratante Terapia das Águas Termais da linha Nativa Spa. Segundo a revista do Boticário:

Especial para peles sensíveis, hidrata o corpo por até 30 horas, equilibra e deixa a pele linda e saudável.

Claro que não senti hidratada por 30 horas, mas senti minhas pernas bem menos ressecadas. Braços também. É bem fluida, dá uma sensação muito refrescante e o cheiro é bem suave. Simplesmente perfeita para usar após o banho ou naquele calorão quando sentir a pele repuxando. E como o próprio nome diz, contém água termal na composição e tem absorção rápida.

O frasco com 180ml sai por R$ 43,99, mas rende muito ! A linha possui também um gel de limpeza facial (75g por R$ 43,99), água termal spray (150ml por R$ 58,99) e sabonete líquido (180ml por R$ 29,99).

 

Frasco com 180ml

Amostra do produto. Esse tantinho deu pra espalhar nos dois braços.

Com certeza vai ser daqueles produtos que vou comprar outro tubo logo que acabar e é difícil eu repetir hidratante quando acaba. Virou queridinho mesmo.

Você pode comprar o hidratante online, nas lojas Boticário ou com uma representante.

Quem já usou ? Se usar, conte aqui nos comentários o que achou.

Beijos e até a próxima.

NMD: Conheça o mais novo modelo adidas Originals

Impulsionado por um desejo de experimentar, inspirado no passado, mas sempre olhando para o futuro. Esse é o NMD, o novo sneaker adidas Originals: uma resposta para quem é movido por experiências e está em constante movimento.

Projetado para um estilo de vida nômade, sem limites e fronteiras, o NMD funde o DNA streetwear casual da adidas Originals com a mais inovadora das tecnologias de seus calçados de performance.

Reverenciando modelos progressivos do passado, como o Micro Pacer, Rising Star e Boston Super, o NMD nasceu a partir de uma combinação de shapes, pontos de vistas e materiais especiais, trazendo o conforto dos sneakers de corrida, mas feito para ser um tênis de lifestyle

Uma das principais características do NMD é o solado BOOST, presente nos tênis de performance, que traz maior conforto e amortecimento para o dia a dia. O cabedal é confeccionado em malha Primeknit, super flexivel, adaptável e elegante. O resultado? Uma silhueta nova, inspirada nos tênis avant-gard da adidas, que definem o estilo da marca até hoje.

“A adidas é uma marca pioneira – este é o princípio sob o qual ela foi construída”, garante Nic Galway, VP de Design adidas Originals. “O nosso acervo possui a melhor tecnologia de cada época e continua a nos inspirar cada vez mais. Não é um museu, é uma ferramenta e uma referência.“

O primeiro pack do novo modelo da adidas Originals chega às lojas brasileiras em Março de 2016, com diferentes versões previstas para todo o ano de 2016.

Acompanhe a história:

#NMD

http://news.adidas.com/br

http://www.facebook.com/adidasoriginalsbr

http://www.youtube.com/adidasoriginals

http://www.twitter.com/adidasbrasil

http://www.instagram.com/adidasbrasil